Pub

O homem acusado de em novembro passado ter tentado matar a mulher na via pública após uma discussão, em Silves, vai ser julgado por um tribunal coletivo, informou ontem a Procuradoria da Comarca de Faro.

Em comunicado, o Ministério Público adiantou que o arguido, de 47 anos e em prisão preventiva, está acusado dos crimes de homicídio qualificado tentado, de violência doméstica agravado e de omissão de auxílio qualificado.

De acordo com a acusação, o homem, pedreiro de profissão, “após discussão com a sua companheira, desferiu-lhe, em plena via pública, várias golpes com uma navalha em todo o corpo, designadamente na cabeça, na cara, no pescoço e na anca”.

Depois do crime, fugiu do local, deixando a vítima, de 45 anos, “no chão, sozinha, a sangrar”. Esteve a monte durante 24 horas, até ser capturado pela Polícia Judiciária (PJ) de Portimão.

O processo foi dirigido pelo Ministério Público de Silves, com a investigação delegada na PJ de Portimão.

O arguido já tinha antecedentes por violência doméstica.

Pub