Pub

O PSD anunciou na segunda-feira José Graça como candidato à Câmara de Loulé, dois meses após o anúncio de Joaquim Guerreiro como candidato, que acabou por desistir da corrida àquela autarquia algarvia por razões pessoais.

Natural de Salir, freguesia do concelho de Loulé, o candidato José Manuel Valente Graça, que presidiu ao PSD de Loulé durante vários anos, é licenciado em Engenharia Agrónoma e desempenha atualmente o cargo de diretor regional adjunto de Agricultura e Pescas do Algarve.

O social-democrata foi vice-presidente do município durante uma década, até 2013, ano em que o presidente Seruca Emídio completou o limite legal de três mandatos consecutivos e a Câmara de Loulé passou para a gestão do PS, depois de Vítor Aleixo ter derrotado Hélder Martins.

Em comunicado, o PSD/Loulé adiantou que a candidatura de José Graça foi aprovada, por unanimidade, pela Comissão Política do PSD/Algarve a 31 de Março, ratificando a escolha dos militantes social-democratas de Loulé, “que se pronunciaram também, por unanimidade, quer na Comissão Política, quer na Assembleia de Secção em reuniões realizadas a 13 e 25 de março”.

A candidatura terá como principais bandeiras o apoio aos jovens, às famílias e aos mais desfavorecidos, através de um programa de Ação Social partilhado entre a autarquia e as Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho (IPSS), lê-se no comunicado.

“O apoio às empresas e ao empreendedorismo, a par de um crescimento sustentável, são as bases para voltar a impulsionar um desenvolvimento equilibrado” do concelho, refere o social-democrata, que traça também como objetivos para o mandato a eliminação da derrama e o apoio técnico às empresas.

O candidato assumiu ainda o compromisso de apoiar o rendimento das famílias, “através da fixação do valor mínimo do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e da devolução total dos 5% do IRS”, em todos os anos do mandato autárquico que termina em 2021.

“O mandato autárquico socialista, que termina em outubro próximo, foi uma oportunidade perdida no desenvolvimento do concelho, caracteriza-se por ter sempre sobrado em dinheiro o que tem faltado em capacidade de gestão autárquica e de investimento”, conclui.

O atual executivo municipal de Loulé, liderado por Vítor Aleixo (PS), foi eleito nas autárquicas de 2013 com 48,34% dos votos e elegeu cinco vereadores municipais.

O PSD foi o segundo partido mais votado naquele concelho em 2013 com 34,94% dos votos. Uma candidatura liderada por Hélder Martins e que elegeu quatro vereadores municipais.

Em 2013, 46,61% dos 57.663 eleitores inscritos apresentaram-se nas urnas do concelho de Loulé para escolher a liderança da sua autarquia e das suas juntas de freguesia.

Pub