Breves
Inicio | Educação | Quase 1.900 escuteiros algarvios celebraram o dia do fundador em Tavira

Quase 1.900 escuteiros algarvios celebraram o dia do fundador em Tavira

Dia_bp_2015 (51)
© Samuel Mendonça

Quase 1.900 escuteiros algarvios do Corpo Nacional de Escutas (CNE) convergiram no sábado para Tavira para celebrar o Dia de Baden-Powell (BP), o fundador mundial do escutismo, assinalado no âmbito da celebração do seu 158º aniversário natalício.

Promovido pela Junta Regional do Algarve do CNE, este ano através do Agrupamento 100 de Tavira, o dia iniciou com o acolhimento e a cerimónia de abertura, pela manhã, na Praça da República, em frente à Câmara Municipal, que contou com a atuação do Rancho Folclórico de Tavira. Seguiram-se depois as atividades pelas quatro secções: Lobitos, Exploradores, Pioneiros e Caminheiros (no caso do ramo terrestre) e Lobitos, Moços, Marinheiros e Companheiros (no caso do ramo marítimo).

Os Lobitos (escutas entre os 6 e os 10 anos de idade) realizaram jogos tradicionais e os Exploradores e Moços (escuteiros dos 10 aos 14 anos) participaram num jogo pela cidade, através do qual tiveram a oportunidade de conhecer as salinas e a produção de sal.

Os Pioneiros e Marinheiros (escuteiros dos 14 aos 18 anos) também participaram num jogo pela cidade, intitulado “Na rota da Dieta Mediterrânica”, no qual interagiram com a população local ao mesmo tempo que descobriram os principais pontos histórico-culturais.

Os Caminheiros e Companheiros (escutas dos 18 aos 22 anos) realizaram um périplo pela cidade que incluiu a visita ao seu centro histórico, ao Núcleo Islâmico do Museu Municipal, à exposição “Dieta Mediterrânica, património cultural milenar” – concebida no contexto da candidatura, aprovada pela UNESCO, a Património Cultural Imaterial da Humanidade – e a workshops de artes e ofícios como cestaria, empreita, azulejaria ou a produção de pão, mel ou aguardente, protagonizados por artesãos e produtores da Associação de Artes e Sabores de Tavira.

Durante a manhã, estes jovens escuteiros conheceram assim o legado da presença mediterrânica de diversos povos e a influência das suas culturas e tradições na região algarvia e, relativamente, à dimensão do serviço comprometeram-se a dar partilhar nas suas comunidades o conhecimento adquirido sobre a Dieta Mediterrânica e a importância desta para a saúde.

O dia terminou com a celebração da eucaristia, presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, e concelebrada pelo assistente regional do CNE, o padre António de Freitas, e por vários outros sacerdotes assistentes dos 32 agrupamentos algarvios do movimento escutista.

No final da eucaristia, momento em que foram entregues as contas (insígnias) e os diplomas de formadores a quatro dirigentes, o chefe regional do Algarve do CNE, José Cercas Vicente, agradeceu o apoio de diversas entidades na realização da atividade e a presença de todos. Ao bispo diocesano agradeceu, particularmente, “por quanto tem amado e apoiado o CNE” e pela sua disponibilidade para com o movimento. “Obrigado, senhor bispo, por ser um pastor zeloso com esta importante parcela da Igreja do Algarve”, afirmou, agradecendo aos restantes dirigentes escutistas pela disponibilidade e o serviço que têm prestado, como leigos da Igreja algarvia, para com o movimento. “Espero que tenham feito novas amizades e, ao regressarem a casa, levem nos vossos corações este calor do Dia de BP e que tenham aprendido um pouco mais sobre esta comunidade”, afirmou aos escuteiros, terminando a celebração com a “Canção do Adeus” entoada por todos.

Atualmente, o movimento escutista conta com mais de 30 milhões de elementos no ativo, dispersos por 216 países do mundo. O CNE foi fundado no dia 27 de maio de 1923, por ação de D. Manuel Vieira de Matos, arcebispo de Braga, e está atualmente presente em todas as dioceses de Portugal, registando um efetivo de 73.000 associados (59.000 crianças e jovens e 14.000 adultos), sendo que no Algarve são cerca de 2.200 pertencentes a 32 agrupamentos.

Dia de BP 2015 – Tavira from AGR 100 Tavira on Vimeo.

Verifique também

Universidade do Algarve isenta do primeiro ano de propinas alunos com média igual ou superior a 17

A Universidade do Algarve vai isentar de propinas os alunos que tiverem terminado o ensino …