Pub

A Universidade do Algarve (UAlg), a Cáritas Diocesana do Algarve e a Cáritas Portuguesa estabeleceram uma parceria para a criação de um prémio que vise distinguir a “melhor dissertação de mestrado na área de intervenção social da Cáritas”.

O vencedor do Prémio Cónego António Delgado, que será entregue todos os anos, verá publicado o trabalho em livro pela “Cáritas Editora”, além da sua apresentação num evento público.

A iniciativa pretende divulgar trabalhos de “elevada qualidade” e “estimular a inovação e a criação de conhecimento que contribua para o aprofundamento e consolidação das áreas predominantemente sociais”: social, saúde, educação ou cidadania.

Competirá à UAlg, através da Escola Superior de Educação e Comunicação, selecionar as teses/dissertações de mestrado a submeter a concurso e o prazo limite de apresentação de candidaturas decorre até ao dia 31 de março.

O prémio recebe o nome do Cónego António Delgado (1884-1967), personalidade natural de Vila Real de Santo António que fundou no concelho olhanense uma escola primária para crianças pobres (que funcionou até 1960), um asilo para idosos (atualmente a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas da Santa Casa da Misericórdia) e um asilo para acolhimento de meninas em risco (atualmente o Centro de Bem Estar Social de Nossa Senhora de Fátima).

Pub