Pub

A manifestação pública da campanha de Natal “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz” e a celebração da ‘Luz da Paz de Belém’ serão realizadas este ano no dia 21 deste mês, na paróquia das Ferreiras.

A concentração terá lugar junto ao campo do Futebol Clube de Ferreiras pelas 21h, seguindo-se o acolhimento da ‘Luz da Paz’, vinda do local atribuído ao nascimento de Jesus, e a “Marcha da Paz” até à igreja paroquial. Pelo caminho serão expostas várias imagens alusivas à Carta Apostólica do papa Francisco ‘Admirabile signum’ (sinal admirável) sobre o significado e o valor do presépio.

Na igreja, após a entronização da ‘Luz da Paz de Belém’, terá lugar um concerto com o músico Rão Kyao, após o qual será realizada uma breve celebração, presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, com distribuição da chama a quem a queira levar para casa.

A 17ª edição da campanha ‘10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz’ arrancou simbolicamente, no III Dia Mundial dos Pobres, no passado dia 17 de novembro. Este ano, e conforme noticiou a Agência Ecclesia, 65% do total de verbas recolhidas com a venda das velas vai reverter para as famílias carenciadas apoiadas por cada Cáritas Diocesana e os restantes 35% serão para apoiar as vítimas da catástrofe do ciclone Idai que atingiu Moçambique, num projeto internacional coordenado pela Cáritas Portuguesa.

A vela, este ano em formato de estrela e “toda fabricada em Portugal”, tem um custo de 2 euros, estando à venda nas Cáritas Diocesanas – podendo ser pedidas à Cáritas algarvia através do email geral@caritasalgarve.pt ou do telefone 289829920 – e nas paróquias e também nas lojas Pingo Doce.

A Cáritas convida ainda cada português a acender a vela na noite de 24 de dezembro, véspera de Natal, e a colocá-la à janela de casa.

A operação ‘10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz’ é uma iniciativa solidária que nasceu em França e que começou a ser promovida em Portugal em 2003, tendo como principal objetivo incentivar a sociedade civil, os cidadãos, a contribuírem para a melhoria das condições de vida de pessoas e povos desfavorecidos, atingidos por fenómenos como a pobreza, a guerra, as catástrofes naturais, as desigualdades sociais.

A campanha tem lugar durante o Advento (tempo litúrgico que precede o Natal no calendário católico) e é concretizada através de manifestações públicas de natureza religiosa, cívica, cultural e artística, desenvolvidas pela Cáritas Portuguesa e pelas Cáritas Diocesanas.

Pub