Inicio | Sociedade | Iniciativa da Cáritas e dos escuteiros lembrou em Olhão todos os que não têm paz

Iniciativa da Cáritas e dos escuteiros lembrou em Olhão todos os que não têm paz

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (14)
Foto © Samuel Mendonça

A manifestação pública pela paz realizada no âmbito da campanha de Natal “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz” e a celebração da ‘Luz da Paz de Belém’ foram este ano promovidas pela primeira vez em conjunto pela Cáritas Diocesana do Algarve e pela Junta Regional do Corpo Nacional de Escutas (CNE).

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (10)
Foto © Samuel Mendonça

A iniciativa pela paz teve lugar em Olhão no passado sábado à noite e lembrou “todos aqueles que padecem os mais variados sofrimentos” causados pela “fome, solidão, pobreza, desespero, guerra, doença, tristeza, luto”, entre outras realidades que “tantas vezes conduzem o ser humano a uma vida de trevas”. “Eis então que o Senhor Jesus se apresentou no nosso mundo como luz. Apenas com Ele poderemos dar sentido a todo sofrimento e percebermos o empenho a que Ele nos chama, tomando assim parte ativa na construção de um mundo melhor”, começou por afirmar o assistente regional do CNE, explicando a simbologia da chama trazida, a partir da Áustria e através de Espanha, da igreja da Natividade em Belém (Palestina), o local atribuído ao nascimento de Jesus.

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (12)
Foto © Samuel Mendonça

Já na igreja matriz, após o acendimento das restantes velas e a marcha silenciosa pela paz desde a Praça Patrão Joaquim Lopes (frente aos Mercados Municipais), o padre Nelson Rodrigues voltou a destacar o sentido daquele luzeiro. “Mais do que qualquer superstição ligada a uma luz que vem de Belém, temos presente o seu simbolismo nesta noite: uma luz que nunca se apaga e que está presente em todo lugar. Essa luz, sabemo-lo nós, é o próprio Jesus Cristo que veio para que jamais haja escuridão nas nossas vidas”, afirmou.

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (15)
Foto © Samuel Mendonça

O sacerdote desafiou, por isso, os presentes a espalhar a luz, levando-a a “todos os lugares”. “Levai esta luz às casas dos que andam mais afastados, aos lares, prisões, aos hospitais, àqueles que estão sozinhos, a todos aqueles que precisam de sentir a presença e a proximidade de Jesus. Partilhai a luz que é o próprio Cristo, Jesus”, pediu, destacando que “o Corpo Nacional de Escutas da região do Algarve e a Cáritas Diocesana se abraçam por uma campanha comum nesta época do Natal”. “Queira Deus que daqui para a frente esta união de esforços não seja mais exceção, mas venha a constituir-se no Algarve uma tradição”, desejou.

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (26)
Foto © Samuel Mendonça

Também o bispo do Algarve considerou “muito sugestiva a união do CNE e da Cáritas”, lembrando que para a construção da paz é preciso “unir esforços”. “É muito bom termos os agrupamentos do CNE do Algarve neste dia também aqui reunidos juntamente com a Cáritas”, afirmou D. Manuel Quintas, desafiando os presentes a serem uma “verdadeira família humana” e “instrumentos de paz”. “Vamos começar por nós, antes de mais”, pediu, exortando a “gestos de paz”, “seja na família, seja no trabalho, seja nas relações sociais”. “Esta luz pode-se apagar, mas a que levamos no coração que reacendemos em cada Natal, essa luz de Belém não se pode apagar”, alertou.

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (28)
Foto © Samuel Mendonça

O presidente da Cáritas Diocesana do Algarve aludiu ao “sentido solidário, muito profundo e vasto” da campanha “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz”, lembrando os destinatários da presente edição. Este ano 65% do total de verbas recolhidas com a venda das velas vai reverter para as famílias carenciadas apoiadas por cada Cáritas Diocesana e os restantes 35% serão para apoiar as vítimas dos fogos na região centro do país. Carlos Oliveira manifestou ainda a plena adesão da Cáritas à proposta do CNE de “continuarem unidos nesta caminhada de difusão da luz”.

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (27)
Foto © Samuel Mendonça

A Cáritas convida ainda cada português a acender uma vela na noite de 24 de dezembro, véspera de Natal, e a colocá-la à janela de casa. As velas estão à venda nas Cáritas Diocesanas e paróquias e também em estabelecimentos comerciais que se associam à iniciativa e podem ser adquiridas ao preço unitário de um euro ou quatro euros (pack de quatro velas).

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (25)
Foto © Samuel Mendonça

O presidente da Câmara de Olhão lembrou que a quadra natalícia é um “momento de paz” e desafiou os presentes a refletirem sobre o que fizeram durante o ano para que “possam perdoar”. “Somos todos mais felizes sabendo perdoar”, afirmou António Pina.

Dez_milhoes_estrelas_luz_paz_belem_2017 (32)
Foto © Samuel Mendonça

A iniciativa pela paz, que contou também com a presença do chefe regional do Algarve do CNE, José Cercas Vicente, terminou com o tradicional concerto de Natal na igreja matriz de Olhão oferecido pela Câmara Municipal e que este ano foi protagonizado pelo Coro Fernando Lopes-Graça da Academia de Amadores de Música dirigido pelo maestro José Robert. Na primeira parte foram interpretados temas da primeira cantata de Natal de Fernando Lopes-Graça, para além de três encomendações das almas e dois romances tradicionais portugueses. Na segunda parte foram interpretadas três canções regionais portuguesas de romaria e temas da segunda cantata de Natal de Lopes-Graça.

Verifique também

Paróquia e a freguesia de Sagres celebraram 500 anos de criação

A paróquia e a freguesia de Sagres celebraram ontem os 500 anos da sua criação. …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR